Low Carb Dieta Para Secar a Barriga e Emagrecer

O novo Queridinho das estrelas de Hollywood, promete trazer resultados fantásticos, leia esse post, até o final e fique por dentro da Low Carb a dieta mais quente do momento!!

Saiba como ter o corpão de  Angelina Jolie e  Miley Cyrus !

As atrizes Jolie e Cyrus adeptas da dieta low cab

Menos carboidrato = EMAGRECIMENTO. Grosso modo, está é a lógica da dieta Low Carb: reduzir a ingestão do carboidrato entre 45% e 50% diariamente, estimulando o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico (aqueles no qual o açúcar é absorvido numa velocidade mais lenta, como na batata doce e no arroz integral).

Normalmente, o carboidrato compõe cerca de 50% a 55% da dieta. Além da redução do consumo de carboidrato, o Low Carb incentiva a ingestão de alimentos integrais, os quais são ricos em fibras.

No entanto, vale ressaltar que a redução drástica do carboidrato – abaixo de 40% – pode ser prejudicial à saúde, afinal, o carboidrato é a base da  pirâmide alimentar.

 

O que é a dieta Low Carb?

Basicamente, a dieta Low Carb restringe o consumo de carboidratos a 40 g diários, pois assim, o corpo passa a utilizar como fonte de energia as gorduras estocadas nas células adiposas, os triglicerídeos. Daí o porquê da barriguinha sumir: os locais com mais triglicerídeos são onde o emagrecimento acontece mais rápido e fácil! Além de emagrecer e eliminar a barriguinha, a dieta low carb também auxilia na melhoria da saúde.

Sem precisar contar calorias, a dieta Low Carb, elimina até 3 kg nos primeiros sete dias, e entre 1 kg e 2 kg nas semanas seguintes, mesmo com a redução da perda de peso.

Alimentos como verduras, legumes, carnes magras, leite desnatado, queijos amarelos, nozes e castanhas e algumas frutas (goiaba, mamão, damasco, manga, maçã e laranja) têm passe livre na dieta Low Carb. Mas a  atenção deve estar dirigida (focada) aos alimentos proibidos na dieta Low Carb, os quais são:

A pirâmide nutricional low carb

  • Arroz;
  • Milho;
  • Pão de farinha branca;
  • Macarrão;
  • Leite integral;
  • Doces industrializados e caseiros;

 

Não pense que a dieta Low Carb acaba quando você atinge seu objetivo: é necessário mantê-la para que os resultados sejam duradouros e sua qualidade de vida aumente. Por isso, depois de alcançar o sua meta, aumente a ingestão de carboidrato gradualmente – o limite é de 100 g por dia.

A cada semana, some (acrescente) 10 g de carboidrato à alimentação e, se perceber ganho de peso, reduza a quantidade. Vale lembrar que nesta fase da dieta low carb é indispensável o consumo de carboidratos complexos como pães, macarrão e biscoitos integrais.

 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ!

🍴 ALIMENTOS LIGHT TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER!

🍴 LARANJA SUA ALIADA PARA UMA VIDA SAUDÁVEL!

🍴 DIETA DOS 3 DIAS PARA EMAGRECER 2 KG! 

🍴 DIETA DOS SHAKES EMAGREÇA 4KG EM 15 DIAS

🍴 DIETA PALEO E O SEGREDO PARA EMAGRECER

🍴 DIETA DA PROTEÍNA SERÁ QUE FUNCIONA?

🍴 ÓLEO DE COCO E OS BENEFÍCIOS!

🍎 OBESIDADE AINDA TEM SOLUÇÃO?!

🍎 GOJI BERRY UMA FRUTA PODEROSA E QUE EMAGRECE!

 

Por que a dieta Low Carb emagrece?

A dieta Low Carb, além de estimular a redução do consumo de carboidratos, ainda prioriza a ingestão de carboidratos de baixo índice glicêmico, os quais possuem glicose, o combustível que será usado pelas células para gerar energia.

A dieta low carb, propõe um compasso entre a ingestão e a queima de glicose, impedindo que ela seja estocada em forma de gordura e, consequentemente, proporcionando o emagrecimento. Para que isso aconteça é necessário a atuação de um hormônio, o glucagon, responsável por utilizar a energia estocada em forma de gordura.

As melhores fontes de carboidratos são aquelas que também contem fibras, como arroz integral. A fibra aumenta o tempo que o alimento fica no estômago, dando a sensação de saciedade, e, quando chega ao intestino, diminui a velocidade de absorção da glicose, evitando picos de insulina.

Por isso, a dieta é ainda mais eficaz se somada ao consumo de proteínas e fibras, pois assim, a liberação do hormônio glucagon é potencializada.

 

Os riscos da dieta Low Carb

Restringir drasticamente o consumo de carboidrato na alimentação pode ser prejudicial ao organismo.

Sintomas como dor de cabeça, sono excessivo, letargia, oscilação de humor, prisão de ventre, cansaço e indisposição são consequências da baixa ingestão de carboidratos.

Uma consequência da falta do carboidrato é o consumo excessivo de proteínas, as quais – quando ingeridas em grandes quantidades – aumentam o risco de doenças como o câncer, diabetes e osteoporose. A dieta low carb é contraindicada para quem tem insuficiência renal ou hepática, pois a ingestão de proteínas pode sobrecarregar os rins e fígados.

Outro risco é a diminuição no metabolismo basal, a qual dificulta a perda de peso futura e utiliza fonte secundária (aminoácidos provenientes dos músculos) como combustível para o corpo, fazendo com que se elimine músculo e água ao invés de gordura.

Daí a importância de consultar um profissional antes de iniciar a dieta low carb: para que os benefícios sejam reais e não prejudiquem a saúde é necessário seguir um cardápio apropriado, que contemple os demais grupos da pirâmide alimentar.

 

QUE TAL CONHECER UM MÉTODO DE EMAGRECIMENTO QUE FUNCIONA  DE VERDADE??

 

CLIQUE AQUI E CONHEÇA ESSE MÉTODO!

 

Importante: Sempre ressaltamos o fato de que qualquer mudança que se vá fazer na vida, principalmente no que dize respeito a novas dietas como essa, é fundamental passar por um profissional da área de saúde. Faça isso e você vai se sentir preparada para encarar o desafio de entrar naquele biquíni no verão!

Espero te ajudando você, que tal agora espalhar esse artigo para seus amigos e familiares, tenho certeza que irão gostar!!

Então comente, curta, compartilhe, ficaremos felizes de poder ajudar outras pessoas também.

Até mais, e te espero no próximo post!!

Expert Em Dieta

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *